Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

- O escopo da medida anunciada pelos EUA é limitar o conjunto de países em desenvolvimento que contam com tratamento mais favorável em decisões decorrentes de investigações de subsídios.

-  O ato norte-americano não singulariza o Brasil e se aplica a amplo conjunto de países, como Argentina, Colômbia, México, China, Indonésia, Índia e África do Sul.

- A medida não acarreta nenhum impacto imediato para o Brasil, já que não há atualmente investigação de subsídios em curso nos EUA sobre produtos brasileiros.

- O Brasil vem modernizando sua economia, de modo a potencializar forças de mercado. Não se priorizam políticas de subsídio como instrumento econômico, o que está em linha com o esforço mais amplo de reforma econômica do país e de aproximação aos padrões da OCDE, que disciplinam o uso de subsídios.

- O governo brasileiro monitorará os eventuais desdobramentos da matéria com atenção, à luz das disciplinas multilaterais aplicáveis.

 

 

Fim do conteúdo da página