Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

12/09/2019

O diplomata Ronaldo Costa Filho, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para comandar a missão do Brasil na ONU, disse nesta quinta-feira (12) que as críticas de países europeus às queimadas na Amazônia foram motivadas por interesses econômicos.

Em sabatina na CRE (Comissão de Relações Exteriores) do Senado, Costa Filho afirmou que as queimadas não estão fora do padrão, acontecem também na África e na Sibéria, e que, por sua experiência como negociador-chefe do acordo entre Mercosul e União Europeia, as manifestações de países como a França são por causa da concorrência econômica com o Brasil.

"Ao longo desses anos todos, não foi uma vez, não foram duas, foram inúmeras vezes que, em qualquer sinal de progresso da negociação, de que a coisa parecia que ia avançar, surgia uma crise ou uma denúncia de desmatamento da Amazônia, de que a soja, de que o gado, está derrubando a floresta amazônica por agricultores inescrupulosos no Brasil", afirmou o diplomata.

Leia a matéria completa aqui: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2019/09/indicado-de-bolsonaro-para-onu-diz-que-critica-internacional-a-queimadas-tem-vies-economico.shtml

Pesquisa:
Fim do conteúdo da página