Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

 
Realizada em 1991 por iniciativa do México e da Espanha, a I Cúpula Ibero-Americana levou à criação da Conferência Ibero-Americana e da “Comunidade Ibero-Americana de Nações”. Concebida como foro para estimular avanços em temas políticos, econômicos e culturais que sejam comuns aos países participantes, a Conferência Ibero-Americana tem dentre seus objetivos:
 
  • promoção e garantia da plena vigência dos direitos humanos;
  • reconhecimento da contribuição dos povos indígenas ao desenvolvimento e à pluralidade das sociedades latino-americanas;
  • fortalecimento dos mecanismos nacionais e internacionais que permitam avançar políticas de inclusão social.

A diminuição das desigualdades sociais tem ganhado relevância temática nos últimos anos, particularmente em decorrência dos avanços promovidos por diversos Governos da América do Sul. A Conferência Ibero-Americana fomenta cooperação entre países em desenvolvimento. O Brasil é um dos principais prestadores de cooperação no âmbito da iniciativa, com projetos nas áreas da saúde, educação, cultura, turismo, moradia e infraestrutura.
 
As Cúpulas da Conferência Ibero-Americana têm ocorrido anualmente e reúnem 22 países – sendo 19 das Américas do Sul e Central (Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela) e três da península ibérica (Andorra, Espanha e Portugal). A partir da XXIV Cúpula, as reuniões passarão a ser bienais.
 
Integram também a Conferência outras instituições que compõem “espaço ibero-americano”:
 
  • Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação a Ciência e a Cultura (OEI);
  • Organização Ibero-Americana de Segurança Social (OISS);
  • Organização Ibero-Americana de Juventude (OIJ);
  • Conferência dos Ministros de Justiça dos Países Ibero-Americanos (COMJIB) e
  • Secretaria-Geral Ibero-Americana (SEGIB).
 
A XXIII Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo foi realizada em 2013, no Panamá. Nessa reunião, a Presidenta Dilma Rousseff foi representada pelo Ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, e o Brasil reforçou seu compromisso com a renovação da Conferência.

Reportar erro
 
 
Fim do conteúdo da página