Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

As negociações entre o Mercosul e a UE foram lançadas com

a assinatura do Acordo Quadro de Cooperação Interregional em dezembro de 1995, em Madri, baseado em três pilares – diálogo político, cooperação, e comércio e investimentos.

Em 1999, na Cúpula Mercosul-UE (em junho, no Rio de Janeiro), determinou-se o início efetivo das negociações e, no ano de 2000 (em abril, em Buenos Aires), foi realizada a primeira reunião do Comitê de Negociações Birregionais (CNB). Na primeira fase de negociações, entre 2000 e 2004, foram realizadas trocas de ofertas em bens (maio e setembro de 2004), consideradas insatisfatórias por ambas as Partes. O intercâmbio de setembro de 2004, na prática, interrompeu o processo negociador.

Em 2010, em reunião de Cúpula Mercosul-UE em Madri, os dois blocos alcançaram novo consenso sobre parâmetros para o relançamento das negociações. Os parâmetros incluíram, do lado do Mercosul, o compromisso de apresentar oferta de acesso a mercados em bens com cobertura próxima a 90%, com inclusão do setor automotivo, e a apresentação de uma oferta de acesso a mercados em compras governamentais. Do lado da UE, melhora significativa das quotas tarifárias; inclusão de produtos anteriormente excluídos ou ofertados com preferências tarifárias; e melhoras nas ofertas de serviços e compras governamentais.

Desde 2010, houve nove reuniões do CNB (a última em Brasília, em out/2012). As negociações na parte normativa avançaram de forma satisfatória, mas as discussões sobre ofertas foram reiteradamente postergadas, devido a dificuldades de ordem diversa dos dois lados. Após amplas consultas públicas para elaboração da oferta brasileira em bens, serviços, investimentos e compras governamentais, as ofertas brasileiras foram aprovadas pela CAMEX, em outubro de 2013. Os trabalhos intra-Mercosul, por seu turno, foram concluídos em julho de 2014, ocasião em que o Mercosul anunciou sua disposição de realizar troca simultânea de ofertas com o lado europeu.

Em 11 de maio de 2016, o Mercosul e a UE trocaram ofertas de acesso a seus respectivos mercados de bens, serviços, investimentos e compras governamentais. A última troca de ofertas dessa natureza entre os blocos havia ocorrido em 2004.

As negociações do acordo de livre comércio Mercosul-UE foram retomadas durante a XXVI Reunião do Comitê de Negociações Birregionais (CNB), realizada de 10 a 14 de outubro, em Bruxelas. Na ocasião, houve diálogo em clima construtivo e engajamento substantivo dos dois lados nos 11 grupos negociadores. O Mercosul deu sinais de disposição ao diálogo em propriedade intelectual e compras governamentais, e em temas novos não-incluídos no mandato original, como desenvolvimento sustentável e pequenas e médias empresas. Os grupos negociadores redigiram programas de trabalho, inclusive com cronogramas, para garantir o progresso das negociações. A próxima Reunião do Comitê de Negociações Birregionais (CNB) deverá ser realizada em março de 2017, em Buenos Aires.

Pesquisa:
Fim do conteúdo da página