Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
414

A Ministra das Relações Exteriores da Colômbia, María Ángela Holguín, realizará visita ao Brasil no dia 26 de outubro. A Chanceler colombiana será recebida pelo Ministro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota, e chefiará a delegação colombiana à II Reunião da Comissão Bilateral Brasil-Colômbia. Brasil e Colômbia ocupam assentos não-permanentes no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A Comissão Bilateral Brasil-Colômbia foi criada em 2009, com o objetivo de estabelecer foro privilegiado de concertação entre os dois países. Para além do diálogo político sobre temas bilaterais, regionais e globais, os Chanceleres, no âmbito da Comissão Bilateral, examinarão iniciativas em ciência e tecnologia, educação e cultura, agroindústria e integração de cadeias produtivas.

Serão assinados acordos de cooperação científica, tecnológica e educacional, com ênfase na formação de recursos humanos, intercâmbio de estudantes e professores e de apoio a projetos conjuntos de pesquisa. Também serão firmados atos visando a facilitar a troca de experiências em combate à violência e à exploração sexual, promoção de direitos humanos, segurança alimentar, agricultura e desenvolvimento urbano sustentável.

O intercâmbio comercial entre Brasil e Colômbia tem registrado importante crescimento nos últimos dez anos. Entre 2002 e 2010, a corrente de comércio entre os dois países sul-americanos se expandiu a uma taxa média anual de 16,46%, passando de um patamar de US$ 747 milhões em 2002 para US$ 3,27 bilhões em 2010. Nesse mesmo período, as exportações brasileiras passaram de US$ 638,5 milhões para US$2,19 bilhões, e as colombianas de US$ 108,49 milhões para US$ 1,07 bilhão.

Também o fluxo de investimentos entre os dois países é crescente. Hoje, o estoque de investimentos brasileiros na Colômbia é da ordem de US$ 3 bilhões de dólares.


Mais sobre as relações bilaterais Brasil-Colômbia

 

Fim do conteúdo da página