Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
145

A Presidenta Dilma Rousseff participará, no dia 14 de abril, na cidade chinesa de Sanya, da III Cúpula do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), juntamente com o Presidente da China, Hu Jintao, com o Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, com o Primeiro-Ministro da Índia, Manmohan Singh, e com o Presidente da África do Sul, Jacob Zuma. As edições anteriores foram realizadas em Ecaterimburgo (junho de 2009) e em Brasília (abril de 2010).

A Cúpula marcará o ingresso da África do Sul no agrupamento, o que ampliará a representatividade geográfica do mecanismo em momento em que se busca, no plano internacional, a reforma do sistema financeiro e, de modo geral, maior democratização da governança global.

Os cinco líderes manterão diálogo sobre temas econômicos, financeiros e comerciais, sobre questões relacionadas ao desenvolvimento, tais como os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, sobre a situação internacional, sobre mudança do clima e ainda sobre a cooperação intra-bloco, em áreas como agricultura, energia, estatística e cooperativas.

Antecedeu à Cúpula o Seminário de Think Tanks do BRICS (Pequim, 24 e 25 de março). Serão realizados, ainda, os seguintes eventos: Encontro de Bancos de Desenvolvimento dos BRICS (13 de abril) e o Fórum Empresarial do BRICS (13 e 14 de abril), ambos em Sanya.

O acrônimo que designa o agrupamento, originalmente formulado em 2001 pela Goldman Sachs, tem seu foco na esfera econômico-financeira, mas seu escopo de atuação tem abarcado temas comerciais e questões políticas.

Entre 2003 e 2010, o crescimento dos países do BRICS representou cerca de 40% da expansão do PIB mundial, e seu PIB, calculado pela paridade de poder de compra, atingiu US$ 19 trilhões, o que corresponde a 25% da economia mundial. No período de 2003 a 2010, registrou-se aumento de 575% na corrente de comércio entre o Brasil e os países do BRICS (as trocas passaram de US$ 10,71 bilhões em 2003 para US$ 72,23 bilhões em 2010). Já o comércio total entre os países do BRICS passou de US$ 38 bilhões em 2003 para US$ 143 bilhões em 2009 e para US$ 220 bilhões em 2010 (estimativa).

Fim do conteúdo da página