Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
122

O Brasil e a UE e realizaram o 8º Diálogo Político de Alto Nível Brasil-UE sobre a Dimensão Ambiental do Desenvolvimento Sustentável, em 16 de outubro de 2020 (reunião virtual). As discussões foram frutíferas e cobriram as principais questões ambientais de interesse comum.

O Diálogo faz parte dos vários contatos e canais de cooperação mantidos entre o Brasil e a UE em questões de meio ambiente e conservação, incluindo a conversa em 29 de julho último entre o Ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, e o Comissário do Meio Ambiente da EU, Virginijus Sinkevičius, bem como a interação da UE com o Conselho Nacional para a Amazônia Legal.

Da parte da UE, o Diálogo foi presidido por Astrid Schomaker, Diretora de Desenvolvimento Sustentável Global da Direção-Geral do Meio Ambiente da Comissão Europeia, acompanhada pelo Embaixador Ignacio Ybáñez, chefe da Missão da UE no Brasil. Outros representantes da UE contribuíram para diferentes partes temáticas da agenda. Do lado do Brasil, o Diálogo foi presidido por Leonardo Cleaver de Athayde, Diretor do Departamento de Meio Ambiente do Ministério das Relações Exteriores, e acompanhado por Eduardo Lunardelli Novaes, Secretário-Executivo Adjunto do Ministério do Meio Ambiente, bem como por outros representantes desses ministérios e do Ministério do Desenvolvimento Regional, que contribuíram em diferentes pontos da agenda.

O Diálogo tratou dos principais aspectos ambientais das relações bilaterais e multilaterais, com especial destaque para biodiversidade, florestas, temas de água e tratamento de resíduos. A reunião concentrou-se em três tópicos: (1) Biodiversidade, bioeconomia, gestão sustentável dos recursos naturais, florestas e seus desafios; (2) Economia circular, no contexto de padrões de produção e consumo sustentáveis, e eficiência de recursos e (3) Cooperação bilateral em água e saneamento básico.

Ambas as partes concordaram sobre a importância de se manter intercâmbio permanente de opiniões e sobre a necessidade de identificar outras áreas concretas de cooperação bilateral futura no campo da sustentabilidade ambiental e questões relacionadas.

 

-- -- --

 

Joint press release - 8th EU-Brazil High Level Political Dialogue on the Environment Dimension of Sustainable Development on 16 October 2020 (virtual meeting)

The EU and Brazil held their 8th EU-Brazil High Level Political Dialogue on the Environment Dimension of Sustainable Development on 16 October 2020 (virtual meeting). Discussions were fruitful and covered key environmental issues of common interest. The Dialogue is part of various contacts and forms of cooperation between the EU and Brazil on environment and conservation issues, including an exchange on 29 July between Brazilian Environment Minister Ricardo Salles and EU Environment Commissioner Virginijus Sinkevičius, as well as EU engagement with the National Council for the Legal Amazon.                                                               

On the EU side, the Dialogue was chaired by Astrid Schomaker, Director of Global Sustainable Development in the Directorate-General for Environment of the European Commission, accompanied by Ambassador Ignacio Ybáñez, Head of the EU Delegation to Brazil. Other EU representatives contributed to different thematic parts of the agenda. For Brazil, the Dialogue was chaired by Leonardo Cleaver de Athayde, Director of the Environment Department of the Ministry of Foreign Affairs, accompanied by Eduardo Lunardelli Novaes, Deputy Executive Secretary of the Ministry of Environment, as well as other representatives of the same Ministries and the Ministry of Regional Development intervening in different parts of the agenda.

The Dialogue tackled key environmental aspects of the bilateral and multilateral relations, with biodiversity and forests, and water and waste management figuring prominently in the exchanges. The main focus was on three topics (1) biodiversity, bio-economy, sustainable management of natural resources, forests and its challenges; (2) circular economy, in the context of sustainable production and consumption patterns, and resource efficiency; (3) bilateral cooperation on water and sanitation.

Both sides agreed on the importance of maintaining a permanent exchange of views and on the need to identify further concrete areas of future bilateral cooperation in the field of environment sustainability and related issues.

 

Fim do conteúdo da página