Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
173

Os líderes de Argentina, Brasil, Canadá e Chile, membros do Grupo de Lima, reiteraram seu compromisso com a restauração pacífica da democracia constitucional na Venezuela, hoje, em Osaka, às margens da reunião do G20.

Durante a reunião, os líderes do Grupo de Lima condenaram veementemente a repressão e a violação sistemática dos direitos humanos dos venezuelanos pelo regime ilegítimo de Nicolás Maduro.

Eles exortaram a comunidade internacional, o sistema das Nações Unidas e seu Secretário-Geral a fortalecer medidas para proteção dos venezuelanos e para mitigar as consequências da crise humanitária, causada pelas ações do regime de Maduro.

Os líderes se comprometeram a trabalhar com a comunidade internacional para redobrar os esforços para resolver a crise na Venezuela. Eles conclamaram os países que ainda apoiam o regime de Maduro a considerar o impacto adverso que seu apoio tem sobre o povo venezuelano e em toda a região.

Por fim, clamaram por um compromisso internacional fortalecido e unificado para defender os direitos humanos do povo venezuelano, incluindo a libertação de todos os presos políticos; e comprometeram-se a trabalhar dentro do Grupo de Lima e com todos os parceiros internacionais dispostos para uma transição democrática e pacífica na Venezuela.

Fim do conteúdo da página