Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
172

Nós, os Líderes da Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Federação Russa, França, Itália, Japão, México, Turquia, Reino Unido, União Europeia, Espanha, Chile, Holanda, Senegal, Singapura, Tailândia e Vietnã compartilham a visão de que a digitalização está transformando todos os aspectos de nossas economias e sociedades, de que os dados estão se tornando, progressivamente, uma importante fonte de crescimento econômico, e que o uso efetivo desses dados deve contribuir para o bem-estar social em todos os países.

Afirmamos a importância de promover discussões políticas nacionais e internacionais para aproveitar todo o potencial dos dados e da economia digital para promover a inovação, para que possamos acompanhar o rápido crescimento da economia digital e maximizar os benefícios da digitalização e das tecnologias emergentes.

Hoje, juntamente com outros Membros da OMC que subscrevem a Declaração Conjunta sobre Comércio Eletrônico emitida em Davos, em 25 de janeiro de 2019, que conta com o apoio de 78 Membros da OMC, declaramos o lançamento da “Trilha de Osaka”, um processo que demonstra o nosso compromisso de promover debates sobre políticas internacionais sobre, entre outros temas, a negociação de regras internacionais sobre aspectos relacionados ao comércio de comércio eletrônico na OMC.

A esse respeito, renovamos nosso compromisso de trabalhar juntos, com base na Declaração Conjunta de Davos, e confirmamos nosso compromisso de buscar um acordo de alto padrão, com a participação do maior número possível de membros da OMC. Sentimo-nos encorajados pelo progresso feito até o momento e decidimos envidar esforços adicionais a fim de alcançar avanço substancial nas negociações da 12ª Conferência Ministerial da OMC, em junho de 2020.

Com base nesses esforços, nos engajaremos em debates sobre políticas internacionais a fim de aproveitar todo o potencial dos dados e da economia digital e ampliaremos esforços para trabalhar com os fóruns internacionais relevantes para esse fim.

Fim do conteúdo da página