Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
387

O governo brasileiro condena com veemência os ataques contra capacetes azuis da Missão das Nações Unidas para a Estabilização na República Democrática do Congo (MONUSCO), no território de Beni, Kivu do Sul, e da Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (MINUSCA), na localidade de Gbambia, respectivamente, nos dias 15 e 16 de novembro. Tais atos resultaram na morte de seis capacetes azuis malauianos e um capacete azul tanzaniano da MONUSCO, bem como de um capacete azul tanzaniano da MINUSCA.

O governo brasileiro repudia, ainda, o ataque perpetrado contra o campo de deslocados internos na cidade de Alindao, na República Centro-Africana, em 15 de novembro, que ocasionou a morte de mais de 40 civis e deixou dezenas de feridos.

Ao expressar suas condolências e solidariedade aos governos do Malaui, da República Centro-Africana, da República Democrática do Congo e da Tanzânia, bem como às famílias das vítimas, o governo brasileiro renova seu apoio ao trabalho da MINUSCA e da MONUSCO e aos esforços da comunidade internacional em favor da estabilização da República Centro-Africana e da República Democrática do Congo. Salienta a inequívoca obrigação de todas as partes em conflito de respeitar e assegurar a integridade física da população civil e do pessoal a serviço das Nações Unidas.

Fim do conteúdo da página