Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
260

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e o presidente do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), K.V. Kamath, assinaram ontem, 26 de julho, em Joanesburgo, África do Sul, um acordo para o estabelecimento do Escritório Regional das Américas do NDB. Esse desdobramento marca mais um passo no desenvolvimento institucional do NDB e demonstra o firme compromisso do Brasil com o fortalecimento do banco, que foi fundado pelos países membros do BRICS.

Desde sua entrada em operação, em 2015, o NDB já aprovou 23 empréstimos, no valor total de US$ 5,7 bilhões, para financiamento de projetos nas áreas de energias renováveis, infraestrutura de transporte, abastecimento de água, saneamento e infraestrutura social. O Brasil foi contemplado com quatro empréstimos, no valor total de US$ 621 milhões, nas áreas de energias renováveis, proteção ambiental, infraestrutura urbana sustentável e transportes. O NDB prevê que, até 2021, cerca de dois terços dos recursos desembolsados sejam destinados a projetos em infraestrutura sustentável.

O Escritório Regional das Américas do NDB terá sede em São Paulo e representação em Brasília. O novo Escritório permitirá ao NDB ampliar o alcance de suas operações, ao estimular a prospecção e desenvolvimento de projetos a serem financiados pelo banco no Brasil e na região. Por meio do Escritório, o NDB também poderá, no futuro, captar recursos no mercado doméstico para financiamento de atividades em moeda local. O primeiro escritório regional da instituição foi inaugurado em agosto de 2017, em Joanesburgo, com mandato para atuar no continente africano.

Pesquisa:
Fim do conteúdo da página