Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
82

Declaração adotada pelas delegações de Argentina, Brasil e Uruguai por ocasião da 3ª reunião sobre as negociações sob a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima e o Acordo de Paris

Palácio Itamaraty, Brasília, 3 e 4 de abril de 2018

 

As equipes de negociadores para mudança do clima de Argentina, Brasil e Uruguai participaram da 3ª reunião sobre as negociações sob a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima e o Acordo de Paris. Os três países coordenaram-se sobre os diversos pontos da pauta das negociações, em preparação às próximas sessões negociadoras, que se realizarão em Bonn, Alemanha, de 28 de abril a 10 de maio de 2018.

Os representantes dos três países recordaram os significativos avanços alcançados no trabalho conjunto iniciado em 2016 e aprofundado na primeira (Montevidéu, abril de 2017) e segunda (Buenos Aires, outubro de 2017) reuniões de coordenação. Destacaram, nesse sentido, a continuidade na preparação e apresentação de documentos de posição em temas centrais da Convenção-Quadro e para a efetiva implementação do Acordo de Paris. Reiteraram a importância de se fortalecerem as posições convergentes entre Argentina, Brasil e Uruguai no marco das negociações.

Os negociadores dos três países destacaram a urgência de acelerar os trabalhos de negociação do Programa de Trabalho do Acordo de Paris, com vistas à sua conclusão ainda em 2018, em cumprimento com os mandatos estabelecidos pela Conferencia das Partes. Os três países destacaram a importância de alcançar um resultado ambicioso e equilibrado entre os três pilares do Acordo de Paris, mitigação, adaptação e meios de implementação. Recordaram, em especial, a importância de se assegurar apoio adequado para países em desenvolvimento para a implementação do Acordo. Nesse sentido, destacaram a necessidade de regras robustas para transparência de apoio.

Os representantes também compartilharam informações e intercambiaram opiniões sobre o tratamento de mudança do clima em outros foros, tais como o Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), o Fundo Verde para o Clima (GCF), a Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) e a Organização Marítima Internacional (IMO).

Brasília, 4 de abril de 2018.

Fim do conteúdo da página