Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
290

 
O presidente Michel Temer participará, no período de 3 a 5 de setembro, em Xiamen, na China, da 9ª Cúpula do BRICS – agrupamento formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O encontro inaugura a segunda década do BRICS e evidencia a tendência de aprofundamento da cooperação entre os países membros.

No âmbito da Cúpula de Xiamen, estão previstas sessões plenárias dos líderes, a abertura do Fórum Empresarial do BRICS e o encontro com representantes do Conselho Empresarial do grupo, além do tradicional exercício de engajamento externo com terceiros países, que, neste ano, reunirá os líderes do BRICS e seus homólogos de México, Egito, Tailândia, Tajiquistão e Guiné.

Os debates entre os líderes do BRICS devem incluir os principais temas da agenda internacional, entre os quais paz e segurança, crimes transnacionais, economia, comércio, finanças, mudança do clima e desenvolvimento social. Além da Declaração de Xiamen, espera-se que a Cúpula BRICS de 2017 resulte na assinatura de acordos de cooperação em matéria aduaneira e em temas de finanças e infraestrutura.

Ao longo dos anos, o BRICS tem-se firmado como coalizão diplomática capaz de fornecer contribuições originais aos esforços de desenvolvimento de seus países membros, bem como de outros países em desenvolvimento. Resultados concretos alcançados pelo grupo incluem a concertação em torno da reforma das instituições de Bretton Woods e a criação do Novo Banco de Desenvolvimento e do Acordo Contingente de Reservas.

O governo brasileiro valoriza o BRICS como plataforma de diálogo entre países de grande influência. O BRICS representa instrumento importante para a construção de uma ordem internacional mais justa e equilibrada.

Desde 2001, a corrente de comércio entre o Brasil e os países do grupo aumentou dezesseis vezes. A pauta exportadora brasileira com os parceiros do BRICS inclui carnes, óleos brutos de petróleo, soja, minérios de ferro, veículos para transporte de mercadorias e tratores.

Fim do conteúdo da página