Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
242

(Tradução não-oficial)

Os Estados Partes do Mercosul e os Estados Associados do Chile, Colômbia e Guiana, além do México, reiteram sua profunda preocupação pelo agravamento da crise política, social e humanitária na República Bolivariana da Venezuela.

Fazem um chamado urgente ao fim de toda violência e à libertação de todos os presos por razões políticas, instando ao restabelecimento da ordem institucional, à vigência do estado de direito e à separação de poderes, no marco do pleno respeito das garantias constitucionais e dos direitos humanos.

Exortam o governo e a oposição a não levar a cabo qualquer iniciativa que possa dividir ainda mais a sociedade venezuelana ou agravar conflitos institucionais.

 Convencidos de que a solução da crise somente poderá ser alcançada por venezuelanos, instam o governo e as forças opositoras da irmã República Bolivariana da Venezuela ao diálogo que permita uma concertação política crível.

Finalmente, os Estados Partes do Mercosul e os Estados Associados do Chile, Colômbia e Guiana, além do México, reiteram sua plena disposição em acompanhar esse processo de diálogo entre venezuelanos da forma como seus atores estimarem mais conveniente.

Mendoza, 21 de julho de 2017

Pesquisa:
Fim do conteúdo da página