Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Nota 

226

 

O ministro das Relações Exteriores e Culto da República Argentina, embaixador Jorge Faurie, realizará visita a Brasília no dia 14 de julho, ocasião em que será recebido pelo presidente Michel Temer e manterá reunião de trabalho com o ministro Aloysio Nunes Ferreira. A realização da visita do ministro Jorge Faurie apenas um mês após sua posse no cargo de chanceler demonstra a prioridade atribuída pelos dois países à aliança estratégica bilateral.

Durante a reunião de trabalho, os dois chanceleres examinarão o estágio de implementação do Plano de Ação Brasil-Argentina, adotado pelos dois presidentes por ocasião da visita de Estado do presidente Maurício Macri a Brasília, em fevereiro passado. O plano abrange, entre outros temas, questões de comércio, harmonização regulatória, integração fronteiriça, e cooperação consular. Também será objeto da reunião o tema da segurança nas fronteiras e as medidas que dão seguimento à Reunião Ministerial do Cone Sul sobre Segurança nas Fronteiras, realizada em Brasília, em novembro passado.

Os ministros também coordenarão a participação na próxima Cúpula do Mercosul, que ocorrerá em 21 de julho, em Mendoza, Argentina, durante a qual será transferida ao Brasil a Presidência Pro Tempore do bloco. A boa sintonia política entre os dois governos tem contribuído para dar novo impulso aos esforços de dinamização do Mercosul, com a eliminação de barreiras ao comércio intra-bloco e avanços nas negociações externas, em particular com a União Europeia. É contra esse pano de fundo que os chanceleres discutirão os próximos passos do processo de integração regional e as prioridades comuns no campo da governança econômica e comercial global, tendo em vista a próxima reunião ministerial da OMC em Buenos Aires, em dezembro, e a presidência argentina do G-20 em 2018.

A Argentina é o terceiro destino das exportações brasileiras e o Brasil é o principal mercado para as exportações argentinas. O intercâmbio comercial, que totalizou mais de US$ 22 bilhões em 2016, aumentou quase 20% nos primeiros cinco meses de 2017 em comparação ao mesmo período do ano anterior.


Mais sobre as relações bilaterais Brasil-Argentina


Reportar erro Acessar página com todas as notas
 
 
Fim do conteúdo da página