Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
457

Os Ministros de Assuntos Exteriores e de Cooperação do Reino da Espanha, Alfonso Dastis, e das Relações Exteriores da República Federativa do Brasil, José Serra, mantiveram, em 23 de novembro de 2016, em Madri, uma reunião de trabalho. O Ministro José Serra também foi recebido, em 22 de novembro, por Sua Majestade o Rei Felipe VI, e pelo Presidente de Governo Mariano Rajoy.

1. Os Ministros Alfonso Dastis e José Serra mantiveram um encontro em Madri como seguimento das reuniões de alto nível entre autoridades de ambos os países, que foram realizadas nos últimos cinco meses. O Presidente Michel Temer e o Presidente de Governo Mariano Rajoy reuniram-se bilateralmente por ocasião da Cúpula do G-20. Em Brasília, em setembro passado, o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, e o Secretário de Comércio da Espanha, Jaime García-Legaz, fomentaram ações relativas à agenda bilateral na área econômica.

2. Estas reuniões demonstram a elevada prioridade atribuída pela Espanha e pelo Brasil à relação bilateral e ao papel que ambos os países desempenham em suas respectivas estratégias internacionais.

3. Os Ministros consideram que se afigura um bom momento para aprofundar uma relação já vigorosa, baseada em acervo de sólidas raízes econômicas, comerciais, culturais, educativas e de intensa cooperação em matéria de defesa e de ciência e tecnologia.

4. Ambos os países compartilham o desejo de reforçar o diálogo político e a concertação sobre os principais temas da agenda internacional e regional.

5. Os Ministros reconhecem também que ainda há um grande potencial para o crescimento e diversificação dos intercâmbios comerciais e de investimento. Em termos de volume de investimentos, a Espanha é o segundo investidor estrangeiro no Brasil. Entre as principais economias do mundo, considerada a relação entre o PIB e os investimentos, a Espanha é o país que destina a maior parte de seu PIB para investimentos no Brasil. O Brasil, por sua vez, encontra-se entre os três principais destinos de novos investimentos espanhóis no exterior; o fluxo comercial bilateral continua a crescer, apesar de ter passado por um ano de retração. O Brasil é atualmente o mercado mais importante para a Espanha na América Latina.

6. Por esta razão, os Ministros congratularam-se pela realização, em Madri, com início em 23 de novembro, do evento "Invest in Brazil", sobre oportunidades de investimento em infraestrutura, logística e energia no Brasil. O evento foi encerrado pelos Ministros José Serra e Alfonso Dastis, e contou com a presença dos Ministros Moreira Franco (Programa de Parcerias de Investimentos - PPI), Mauricio Quintella (Transportes, Portos e Aviação Civil) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia), assim como Roberto Jaguaribe, Presidente da APEX (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e da Secretária de Estado de Comércio da Espanha, Maria Luisa Poncela. O objetivo do evento será apresentar a grandes empresas e investidores espanhóis os projetos e oportunidades em novas obras e concessões previstas pelo Governo do Presidente Michel Temer, em particular para a melhora da infraestrutura de transportes e serviços, tendo em conta a grande vantagem competitiva do setor privado espanhol.

7. Ambas as partes expressaram sua satisfação com os recentes progressos nas negociações entre a UE e o MERCOSUL para alcançar o acordo de associação birregional. O Ministro José Serra destacou o papel da Espanha na União Europeia e sua visão favorável ao acordo com o MERCOSUL. Brasil e Espanha decidiram continuar a trabalhar em conjunto para o sucesso das negociações.

8. O Ministro José Serra apresentou cartas do Presidente Michel Temer por meio das quais convidou Sua Majestade o Rei Felipe VI e o Presidente de Governo Mariano Rajoy para visitar o Brasil. Nesse sentido, os Ministros deverão examinar a possibilidade de definir agenda de encontros de alto nível em 2017. Ao mesmo tempo, instruíram seus ministérios para organizar o Fórum Brasil-Espanha, no primeiro semestre de 2017, de caráter empresarial, acadêmico e de alto nível, com a participação dos setores público e privado.

Fim do conteúdo da página