Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
164

  


Fotos: Embaixada do Brasil em Quito/MRE

O norte do Equador foi atingido, no dia 16 de abril, por violento terremoto que já provocou a morte de mais de 400 pessoas, e feriu mais de 2.000. O Governo brasileiro tomou conhecimento dos fatos ocorridos, e manifestou solidariedade com as famílias das vítimas e seu sentido pesar ao Governo e ao povo do Equador. Em 17/4, a Senhora Presidenta da República telefonou para o Presidente Rafael Correa.

Tendo em vista os laços de fraternidade que nos unem ao povo e ao Governo equatoriano, bem como a gravidade da situação em que se encontra a população daquele país, o Brasil tem buscado atender, com a brevidade possível, as solicitações equatorianas de cooperação humanitária, em caráter de urgência.

Até o momento, as áreas competentes do Governo brasileiro preveem o envio de aeronave militar ao Equador, cuja decolagem, da Base Aérea de Manaus, está prevista para sábado, 23/4. A aeronave deverá transportar carga de 600.000 UI de imunoglobulina antitetânica, correspondente a 2.400 frascos e 6 "kits emergenciais", com 42 itens, incluindo medicamentos e insumos básicos de saúde.  Cada kit pesa 250 kg e pode atender 500 pessoas por três meses.  O Governo equatoriano informou o corpo diplomático naquela capital que estão esgotadas as capacidades de o país receber equipes estrangeiras especializadas em operações de resposta às emergências causadas por desastres naturais, motivo pelo qual não está previsto o deslocamento de profissionais brasileiros capacitados nessas áreas.


Mais sobre as relações bilaterais Brasil-Equador

Terremoto no Equador

Fim do conteúdo da página