Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
159

Será realizada no dia 26 de abril corrente, no auditório do Instituto Rio Branco do Ministério das Relações Exteriores, reunião sobre os indicadores globais para acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O evento contará com a presença da Dra. Wasmália Bivar, Presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); do Embaixador José Antonio Marcondes de Carvalho, Subsecretário-Geral de Meio Ambiente, Energia, Ciência e Tecnologia do Ministério das Relações Exteriores; do Coordenador-residente do Sistema da ONU no Brasil, Niky Fabiancic; do Sr. Romulo Paes, o Diretor do Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro Rio+); do Secretário-Executivo do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Francisco Gaetani; e representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

Haverá coletiva de imprensa, também no auditório do Instituto Rio Branco, às 09h00 do dia 26 de abril. Durante a reunião, representantes do Governo brasileiro e das Nações Unidas discutirão: (i) a participação brasileira no processo de construção dos indicadores para acompanhamento dos ODS; e (ii) a produção e gestão de informações estatísticas e dados que subsidiem políticas para o desenvolvimento sustentável.

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, cujo processo negociador foi lançado na Conferência Rio+20, em julho de 2012, representam o mais abrangente e ousado esforço coletivo para melhorar a qualidade de vida, erradicar a pobreza e promover o desenvolvimento sustentável. Constituem o eixo central da Agenda 2030, que entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 2016, após ser aprovada por todos os 193 Estados Membros das Nações Unidas, durante a 70ª sessão da Assembleia Geral, em setembro de 2015. A Agenda 2030 é um guia detalhado para inspirar e orientar ações nas três dimensões do desenvolvimento sustentável (econômica, social e ambiental), em todos os países, pelos próximos 15 anos.

A implementação dos 17 ODS exigirá um sólido arcabouço de indicadores para apoiar o planejamento de políticas públicas por todas as esferas e níveis governamentais, para permitir o acompanhamento de seu progresso e para garantir transparência e participação de todos os atores, incluindo o setor privado e a sociedade civil. O conjunto final de indicadores será submetido aos Estados Membros das Nações Unidas, por ocasião da 71ª sessão da Assembleia Geral da ONU, em setembro de 2016, em Nova York.

Fim do conteúdo da página