Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

20150926 g4 ny2

 

Senhor Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia,

Senhora Angela Merkel, chanceler da Alemanha,

Senhor Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão,

Senhoras e senhores integrantes das delegações.

Senhores chefes de Estado e de Governo, eu queria dizer que a Cúpula do G4 ocorre em um momento bastante significativo. Este ano nós celebramos os 70 anos da criação das Nações Unidas, e também estamos celebrando os 10 anos do G4.

De lá para cá, a situação mudou de forma bastante concreta. Em 45, eram 51 Estados que integravam a Assembleia-Geral das Nações Unidas e o Conselho de Segurança das Nações Unidas tinha 11 membros, portanto, 22%. Hoje são 193 Estados e um Conselho de Segurança composto de 15 membros, portanto, uma queda bastante significativa no percentual de representação do Conselho vis-à-vis à Assembleia-Geral.

A realidade internacional passou por profundas mudanças. Acredito que a adoção, neste ano, da agenda 2030, vai permitir que se dê passos concretos pelas via das negociações, para que nós encontremos soluções para um problema bastante relevante, que é a questão da mudança do clima.

Acredito, também, que quando se trata da paz e da segurança coletiva, que hoje estão ameaçadas, esses resultados não foram muito avançados. Por isso, a reforma do Conselho da Segurança da ONU permanece como a principal questão pendente na agenda da ONU. Nós precisamos de um Conselho renovado, que reflita adequadamente a nova correlação de forças mundial muito distinta daquela de 1945. Precisamos de um Conselho de Segurança representativo, legítimo e eficaz.

Reafirmo, nessas palavras iniciais, o firme compromisso do Brasil com o G4, com o nosso objetivo comum de fortalecer o sistema multilateral de paz e segurança, e reservo o resto do meu pronunciamento para a próxima intervenção.

Muito obrigada.

Fim do conteúdo da página