Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Muito obrigado, Doutor Leonardo Euler de Morais,

 

Eu queria agradecer a todos pelas intervenções nesta sessão inicial e dizer que ficou ainda mais claro, me parece, o compromisso do Brasil com a adesão aos parâmetros da OCDE. Ficou claro o nosso empenho em valer-nos da OCDE para orientar nossas políticas, mas, também, a nossa capacidade de contribuir para os propósitos centrais da organização.

O Brasil certamente tem muito a aproveitar com a aproximação e ao tornar-se possivelmente membro da OCDE. Nós acreditamos que a OCDE e os seus atuais membros também têm muito a ganhar ao verem um país das dimensões do Brasil, com a capacidade do Brasil e com o nosso impulso liberalizador e espírito inovador ingressar na organização.

A evolução digital e as telecomunicações constituem hoje, talvez, a linha de frente que decidirá o futuro das sociedades: se serão sociedades livres ou se rumarão para outras opções. A transformação digital e as telecomunicações são extraordinariamente democratizantes, com um potencial enorme de inclusão social e inclusão econômica, mas também de inclusão política, de inclusão dos cidadãos na condução dos negócios de seus países.

Por outro lado, têm, também, um potencial perigoso, o potencial de favorecer o controle social e a manipulação. O Brasil está inteiramente comprometido, não só com a economia liberal, mas com a sociedade livre. Queremos promover esses ideais na OCDE.

Temos, agora, um intervalo de cinco minutos, se não houver outras observações aqui, antes de procedermos ao painel de discussões e à sessão de perguntas e respostas que, tenho certeza, serão extremamente produtivos.

 

Muito obrigado a todos.

 

Fim do conteúdo da página