Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Bem, vamos retomar, então, os nossos trabalhos. Eu já tive a ocasião de conversar com todos os amigos aqui presente, chefes de delegações de países da CPLP, com exceção do nosso amigo de Timor-Leste, que acabou chegando só hoje de manhã – já estava até preocupado, imaginando que não teríamos a sua presença.. mas felizmente está aqui, para essa reunião, que foi precedida, ontem, para minha felicidade, por uma série de reuniões bilaterais com chanceleres e chefes de delegação, e com a secretária da comissão, onde nós tivemos a ocasião de, além de repassar o exame de temas da nossa relação bilateral, nos debruçamos também sobre a pauta da reunião de hoje.

E todos concordamos que esta reunião foi muito bem preparada. Quero agradecer àqueles que se dedicaram à preparação dessa reunião e à elaboração dos textos que serão submetidos a deliberação hoje. O sucesso de uma reunião como esta é, em grande parte, dependente de uma boa preparação. Eu creio que existe uma boa preparação e o desejo nosso de que esta reunião seja uma reunião que faça avançar a agenda e o trabalho da nossa organização.

Eu tenho muita honra em recebê-los em uma reunião aqui em Brasília. E é uma felicidade participar de uma reunião de uma organização internacional podendo falar português.

E eu tenho claramente em mente as nossas responsabilidades diante de uma agenda que foi amadurecida, foi diversificada, e hoje conforma as discussões de nossa Comunidade.

Nós podemos ter na nossa CPLP um espaço de otimismo. Foi o que eu recolhi ontem na conversa com todos os senhores e as senhoras, não obstante os desafios por que nossos países passaram, e ainda passam, num cenário econômico dos mais complicados no plano internacional. Vinte e um anos depois da fundação da CPLP, os diferentes setores governamentais dos Estados membros já conseguiram estabelecer um fluxo permanente de reuniões ministeriais e encontros técnicos, além de terem firmado instrumentos de cooperação e acordos comunitários. Eu não vou arrolá-los hoje porque levaria muito tempo, e todos nós estamos perfeitamente a par do que foi feito e valorizamos esse esforço e essas realizações.

E os documentos que vamos discutir logo mais, e que espero que sejam aprovados, representam marcos importantes da nossa Comunidade, que está presente em quatro continentes no resultado da primeira onda de globalização da economia internacional que nasce das navegações portuguesas. E hoje nós somos herdeiros de uma comunidade que foi tecida, foi construída ao longo de séculos. E podemos.. a partir da organização e da criação da CPLP, cuja iniciativa se deve a um estadista brasileiro, que é o presidente José Sarney, nós temos frutos a serem apresentados de parcerias, construção de consensos, e agora, esses consensos, voltados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030.

A nossa organização trabalha com uma visão de longo prazo, com objetivos estratégicos da concertação política, cooperação, valorização da língua portuguesa. Eu quero aproveitar este momento para anunciar a disposição da Fundação Alexandre de Gusmão de realizar, até o fim da presidência de turno do Brasil, atividades com o objetivo de contribuir para a maior visibilidade da CPLP, com a realização de seminário e organização de publicação em que nós vamos refletir profundamente sobre os laços que nos unem e como, a partir deles, nos projetar para o futuro a partir desse acervo que já construímos ao longo dos séculos. Para o sucesso dessa iniciativa, nós contamos com a colaboração dos diversos Estados membros.

E é nesse quadro de desafios e realizações que eu convido as senhoras e os senhores a consolidarmos mais um capítulo de nossa história.

Fim do conteúdo da página