Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Colegas Chanceleres,

Sejam todos muito bem-vindos a Brasília. Quero saudar muito especialmente os Ministros e representantes dos nossos Estados Associados, que acabam de se juntar a nós e com os quais compartilharemos nossa agenda de trabalho nesta tarde.

É um enorme prazer ver reunidos, sob o teto da Casa de Rio Branco, os Chanceleres e demais representantes de todos os países da América do Sul.

Esse é um dos aspectos mais notáveis do MERCOSUL: reunir todos os países de nosso continente, entre Estados Partes e Estados Associados, para debater o futuro de nossa integração. Essa proximidade e esse diálogo franco são conquistas históricas ainda recentes que devemos valorizar e proteger.

Nos últimos anos, a América do Sul tem se consolidado como região de paz, democracia e desenvolvimento econômico com inclusão social.

Somos hoje reconhecidos no mundo por sermos uma região livre de conflitos militares e de armas de destruição em massa. Temos de nos orgulhar dos grandes avanços no combate à pobreza e na determinação em superar quaisquer diferenças de maneira pacífica.

O Governo da Presidenta Dilma Rousseff está profundamente comprometido com a manutenção e a ampliação dessas conquistas.

Nosso compromisso decorre, sobretudo, do reconhecimento de que estamos destinados a ter um futuro em comum, haja vista nossos laços históricos e amplas fronteiras. Nosso desenvolvimento será em muito facilitado e potencializado pelo comércio, pelo diálogo político e pela aproximação de nossas sociedades.

Caras amigas, caros amigos,

O compromisso do Brasil com sua região reflete, ademais, uma incontornável realidade humana. As comunidades de brasileiros nos países vizinhos são cada vez mais significativas. Temos também a felicidade de sermos escolhidos como novo lar por grande número de imigrantes de nossa região.

Estabelecem-se, assim, vínculos pessoais, culturais e econômicos de âmbito regional com implicações muito concretas para milhões de pessoas. Afirmar que somos uma “família de nações” ou celebrar nossa “fraternidade” tem sentido cada vez mais real, além do simbólico.

Foi com esses ideais que avançamos em importantes temas na reunião de hoje pela manhã, entre os Estados Partes do MERCOSUL. E estou seguro de que avançaremos ainda mais durante as reuniões de hoje e amanhã, bem como na próxima Presidência “Pro Tempore”, que caberá ao Paraguai.

Acreditamos que a integração regional fortalece a capacidade dos nossos Estados de moldar as relações internacionais de modo favorável aos interesses de todos nós. Não podemos deixar de colocar nosso patrimônio regional de paz e estabilidade a serviço de um mundo cada vez mais conturbado e cheio de desafios.

Senhores Ministros, caros colegas,

Permitam-me convidá-los a erguer um brinde aos indivíduos que encarnam essa identidade coletiva sul-americana.

Brindemos aos nossos cidadãos; às mulheres e homens que, com sua visão e capacidade de liderança, trabalharam para que estivéssemos aqui hoje celebrando as conquistas do MERCOSUL e da região. É uma grande alegria recebê-los em Brasília.

Muito obrigado.

Fim do conteúdo da página