Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Informa-se aos profissionais de imprensa interessados em cobrir a visita do Senhor Presidente da República a Moscou, programada para os dias 20 e 21 de junho, os procedimentos necessários para a concessão de visto e de credencial para jornalistas.

Todos os representantes de mídias estrangeiras que pretendem exercer atividade jornalística na Rússia devem passar por processo de obtenção de vistos apropriados e de credenciamento para correspondentes estrangeiros junto ao centro de imprensa do ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação da Rússia. Após a entrada do jornalista em território russo, são emitidas credenciais (carteiras de correspondentes estrangeiros), em conformidade com os dados indicados nos vistos.

Para pedido de visto e credenciais com o objetivo de cobrir a visita presidencial, o jornalista deverá enviar à Assessoria de Imprensa do Gabinete (credenciamento@itamaraty.gov.br), até a data limite de 9 de junho, as cópias eletrônicas dos seguintes documentos:

a) Carta do chefe da redação (destinada ao ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, preferivelmente em inglês) com breve descrição do meio de comunicação e do objetivo da viagem ("cobertura jornalística da visita do Presidente da República"), indicando os dados do jornalista a ser credenciado e as datas pretendidas de estadia na Rússia;

b) Cópia do passaporte do jornalista que deverá ter validade superior a seis meses;

c) Cópia da carteira profissional de jornalista (que confirma seu vínculo com o veículo de comunicação e que assina a mencionada carta da redação);

d) Foto 3x4 colorida, com fundo claro, de resolução suficiente para sua impressão em papel;

e) Indicação do local onde o jornalista pretende receber o visto.
Por exemplo: Consulado Geral da Rússia no Rio de Janeiro, Embaixada da Rússia em Brasília, Embaixada da Rússia em Londres;

f) Lista dos equipamentos (áudio, vídeo, foto, laptops), incluindo modelo e número de fabricação, que eventualmente poderá ser exigida para autorizar acesso a instituições estatais russas.

Fim do conteúdo da página