Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

República da Croácia

croacia

O Brasil reconheceu a independência da Croácia em 24 de janeiro de 1992 e as relações diplomáticas foram formalmente estabelecidas em 23 de dezembro do mesmo ano. A Croácia mantém Embaixada em Brasília desde 1997, e o Brasil abriu Embaixada em Zagreb em 2006.

Croácia e Brasil têm coordenado posições em temas da agenda multilateral, apoiando-se reciprocamente em diversas ocasiões. A Croácia manifestou, em várias oportunidades, seu apoio à aspiração brasileira a assento permanente em um Conselho de Segurança da ONU reformado.

O Chanceler croata Mate Granic e a Vice-Chanceler Vesna Kurelec estiveram no Brasil em 1997 e 2001, respectivamente. Em 2003, o Ministro da Cultura, Gilberto Gil, visitou Zagreb e foi inaugurado o Consulado-Honorário da Croácia em São Paulo – cidade onde se concentra a maior parte da colônia croata no Brasil.

Foram realizadas quatro reuniões de consultas políticas bilaterais: no Rio de Janeiro e em Brasília, em 2005 e 2010; e duas em Zagreb, em 2007 e 2013. Autoridades croatas também participaram, em 2012, da 1ª Conferência de Parceria do Governo Aberto e da Conferência Rio+20. Em 2013, o Chanceler Antonio de Aguiar Patriota realizou visita oficial a Zagreb – tratou-se da primeira de uma autoridade estrangeira à Croácia após a sua adesão à União Europeia. Brasil e Croácia criaram, em 2010, por meio de memorando de entendimento, mecanismo bilateral de consultas políticas. A primeira reunião do mecanismo ocorreu no Rio de Janeiro, em 29/05/2010. A mais recente reunião de consultas políticas realizou-se em Zagreb, em 2013.

O então ministro das Relações Exteriores Antonio Patriota visitou Zagreb em 1° de julho de 2013, sendo o primeiro dignitário estrangeiro a fazê-lo após a acessão da Croácia à União Europeia. Foi também a primeira visita de chanceler brasileiro à Croácia. O chanceler foi recebido pelo então presidente da república, Ivo Josipovic, e reuniu-se com sua contraparte croata, Vesna Pusic e com o ministro da Economia, Ivan Vrdoljak. Durante as visitas, foi realçada a excelência das relações entre os dois países, tanto no nível bilateral como no multilateral, e estimulada a cooperação econômica, especialmente nas áreas energética e de indústria naval, além de intercâmbio de impressões sobre a agenda política mundial.

Em fevereiro de 2015, a chanceler Vesna Pusic realizou visita oficial a Brasília. Na ocasião, foi recebida pelo ministro, interino, das Relações Exteriores e pelo então ministro da Defesa, Jaques Wagner.

Importante componente do relacionamento bilateral é o Grupo de Amizade Croácia-Brasil do parlamento croata e sua contraparte no Congresso Brasileiro. O lado brasileiro enviou duas delegações parlamentares a Zagreb (em 2004 e 2008).

No âmbito do comércio bilateral, registrou-se, em 2019, fluxo de US$ 110 milhões, com superávit para o Brasil de US$ 70,1 milhões. O Brasil exporta para a Croácia sobretudo açúcar, café e tabaco, ao passo que importa principalmente caldeiras, válvulas e medicamentos.


Cronologia das relações bilaterais

1992 – Reconhecimento, pelo Brasil, da independência da Croácia e estabelecimento de relações diplomáticas

1997 – Abertura de embaixada residente da Croácia em Brasília

1997 – Visita ao Brasil do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Mate Granic

2003 – Abertura do Consulado-Honorário da Croácia em São Paulo

2006 – Abertura da Embaixada residente do Brasil em Zagreb

2013Visita do Chanceler Antonio de Aguiar Patriota a Zagreb (1 e 2 de julho)

2015A Primeira Vice-Primeira-Ministra e Ministra dos Negócios Estrangeiros e Europeus da Croácia, Vesna Pusić, realiza visita oficial ao Brasil (23 de fevereiro)

Fim do conteúdo da página