Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

República do Panamá


As relações entre o Brasil e o Panamá são tradicionalmente amistosas. A importância adquirida pelo país como economia dinâmica e base logística de comércio e serviços embasa o empenho do Brasil na ampliação dos laços bilaterais.

A importância do relacionamento bilateral foi ressaltada pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, à vice-presidente e ministra das Relações Exteriores do Panamá, Isabel de Saint Malo Alvarado, durante encontro em 2018, no âmbito do Fórum Econômico Mundial para América Latina, em São Paulo.

A experiência do Brasil no combate à pobreza abre espaço para o estabelecimento de cooperação e diálogo com o Panamá na área social. O presidente Juan Carlos Varela define essa área como prioridade de seu governo e nela vem implementando diversos programas.

O Panamá sediará a próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ), prevista para os dias 22 a 27 de janeiro de 2019, quando receberá milhares de jovens católicos provenientes de todo o mundo. O Brasil apoia os esforços do governo panamenho e dispõe-se a compartilhar sua experiência de organização do evento, cuja última edição ocorreu no Rio de Janeiro, em 2013.

Em 2017, o comércio entre Brasil e Panamá totalizou US$ 643,0 milhões, resultado 102,8% superior ao registrado em 2016 (US$ 317,1 milhões). As exportações brasileiras somaram US$ 633,0 milhões, o que equivale a 98,4% do total da corrente de comércio. Em 2016, as exportações atingiram US$ 308,6 milhões. As importações brasileiras totalizaram US$ 10,0 milhões em 2017, cifra 17,6% superior à registrada em 2016 (US$ 8,5 milhões). A balança bilateral é marcadamente favorável ao Brasil, com superávit de US$ 623,0 milhões em 2017.

Cronologia das Relações Bilaterais

1906 – O presidente Afonso Pena assina decreto criando as Legações do Brasil na Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica e Panamá

1989 – Invasão do Panamá pelos Estados Unidos da América (EUA). O governo brasileiro condena o uso da força nas relações internacionais e reitera apoio à soberania panamenha

2001 – Visita da presidente Mireya Moscoso ao Brasil

2002 – Visita do presidente Fernando Henrique Cardoso ao Panamá

2007 – Visita do presidente Martín Torrijos ao Brasil. Visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Panamá

2008 – Visita do presidente Martín Torrijos ao Brasil, quando da realização da Cúpula da América Latina e Caribe sobre Integração e Desenvolvimento, na Costa do Sauípe

2010 – Instalação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Américas no Panamá, na Cidade do Saber

2011Visita do Ministro Antonio de Aguiar Patriota ao Panamá (Cidade do Panamá, 13 de junho)

2013Visita do Ministro Luiz Alberto Figueiredo Machado à Cidade do Panamá na ocasião da XXIII Cúpula Ibero-Americana (18 e 19 de outubro)

2015Visita da Presidenta Dilma Rousseff à Cidade do Panamá na realização da VII Cúpula das Américas, acompanhada pelo Ministro Mauro Vieira (10 e 11 de abril)

2016 – A Embaixada do Brasil é autorizada a criar a Câmara de Comércio Brasil-Panamá. Representantes dos Ministérios Públicos dos dois países anunciam entendimento relativo à assistência judiciária

2018 – Os chanceleres Aloysio Nunes Ferreira e Isabel de Saint Malo mantêm encontro à margem do Foro Econômico Mundial – América Latina, em São Paulo

Fim do conteúdo da página