Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

República do Equador


Brasil e Equador estabeleceram relações diplomáticas em 1844. Em 1873, o Brasil abriu legação diplomática residente em Quito. Apesar de ser um dos dois únicos países da América do Sul com os quais o Brasil não compartilha fronteira, as relações bilaterais têm sido historicamente densas.

Em 2018, o intercâmbio comercial entre os dois países foi de US$ 1,02 bilhões, com saldo positivo para o Brasil, que exportou US$ 904,85 milhões e importou US$ 112,31 milhões. Entre os principais produtos da pauta de exportações brasileiras para o Equador destacam-se: lâminas de ferro ou aço; fios de cobre; plásticos; ônibus; calçados; entre outros. As importações brasileiras foram compostas, especialmente, por chumbo refinado; conservas de peixes; chocolates e preparações alimentícias contendo cacau; caramelos; filés de peixe; madeira; entre outros.

Entre as iniciativas do programa de cooperação técnica entre Brasil e Equador, figuram, por exemplo, um projeto para gestão de recursos hídricos e um projeto para apoio à implantação do Banco de Leite Humano em hospital equatoriano, que tem por objetivo reduzir a mortalidade de recém-nascidos no país, com benefícios para a saúde materna e infantil.

Em abril de 2016, o Brasil prestou cooperação humanitária ao Equador, após o terremoto que atingiu o norte daquele país, considerado o mais forte desde 1979. Foi enviada ao Equador aeronave militar C-105 com suprimentos para atender cerca de 500 pessoas por três meses. A aeronave permaneceu no país por dez dias e realizou transporte de carga e de passageiros, bem como evacuações médicas.

Cronologia das relações bilaterais

2019Assinatura de Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos entre a República Federativa do Brasil e a República do Equador (25 de setembro)

2019Equador abre o mercado de bovinos vivos para o Brasil (11 de setembro) [Nota Conjunta dos Ministérios das Relações Exteriores, e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento]

2018 Cerimônia de Comemoração dos 20 anos da assinatura do Acordo Global e Definitivo de Paz entre o Equador e o Peru  (Brasília, 16 de outubro)

2018Visita do ministro das Relações Exteriores e Mobilidade Humana do Equador, José Valencia, ao Brasil (Brasília, 17 de agosto)

2016Viagem da presidenta Dilma Rousseff a Quito, ocasião em que mantém reunião bilateral com o presidente Rafael Correa e participa da presidenta da República na IV Cúpula da Comunidade da CELAC (26 e 27 de janeiro) [Discurso] [Declaração à imprensa]

2015Reunião entre Bolívia, Brasil, Equador e Peru para promover a migração segura na América do Sul (13 e 14 de julho)

2015Viagem do ministro Mauro Vieira a Quito por ocasião da reunião de chanceleres da CELAC. Os chanceleres de Brasil e Equador encontram-se à margem do evento (5 e 6 de maio) 

2015 – Viagem do ministro Mauro Vieira a Quito, por ocasião de reunião extraordinária do Conselho de Ministras e Ministros de Relações Exteriores da UNASUL sobre a situação na Venezuela (14 de março)

2015 – Visita do vice-presidente do Equador, Jorge Glas, por ocasião da posse da presidenta Dilma Rousseff. O vice-presidente equatoriano realiza encontro com o vice-presidente Michel Temer (janeiro)

2014A Presidenta da República, Dilma Rousseff, visita o Equador por ocasião da Cúpula Extraordinária da União das Nações Sul-Americanas (UNASUL) (Quito, 5 de dezembro)

2014 – Visita do presidente Rafael Correa ao Brasil, por ocasião das Cúpulas BRICS-Países da América do Sul e CELAC-China. Na ocasião, realiza visitas a São José dos Campos, São Paulo e Brasília (julho)

2014 – O presidente Rafael Correa visitou o Brasil para participar da cerimônia de abertura da Copa do Mundo (junho)

2014O chanceler Patiño visita Brasília para reunir-se com o ministro Luiz Alberto Figueiredo (15 de janeiro)

2013 – A presidenta Dilma Roussef manteve reunião bilateral com o presidente Rafael Correa à margem da Cúpula da UNASUL (Paramaribo, 30 de agosto)

2013 – O vice-presidente Michel Temer participou da cerimônia de posse do presidente Correa (maio)

2013Visita do Ministro das Relações Exteriores ao Equador para participar de reunião do Mecanismo de Consultas Bilaterais com o chanceler Patiño e reunião de Chanceleres da OTCA, em Coca (2 de maio) [Atos adotados] [Declaração de El Coca]

2013O chanceler Patiño mantem jantar de trabalho com o sr. ministro de Estado, embaixador Antonio Patriota, em Brasília, para tratar do tema da reforma do Sistema Interamericano de Direitos Humanos. A visita foi realizada no contexto de périplo do chanceler Patiño a países Sul-Americanos (4 de março)

2012 – O presidente Rafael Correa retorna ao Brasil para participar da Cúpula do Mercosul de Brasília (dezembro)

2012Acordo de Cooperação entre o Brasil e o Equador (1º de outubro)

2012 – O presidente Rafael Correa visita o Brasil para participar da Cúpula Rio+20 (junho)

2012O chanceler Patiño realiza visita a Brasília para manter reunião do Mecanismo de Consultas Bilaterais com o sr. ministro de Estado, embaixador Antonio Patriota (30 de abril)

2011 – Chanceler Patiño mantém encontro bilateral com o sr. ministro de Estado, embaixador Antonio Patriota, em Manaus, à margem da XI Reunião de Chanceleres da OTCA (22 de novembro)

2011 Visita do sr. ministro de Estado, embaixador Antonio Patriota, a Quito (15 de julho)

2009 – O Chanceler Fander Falconí realiza visita a Brasília, quando encontra-se com o sr. ministro de Estado, embaixador Celso Amorim (24 de agosto)

2008 – Visita ao Brasil do ministro da Defesa do Equador, Javier Ponce (setembro)

2008 – Entrada em operação, em agosto, da rota aérea regular Guaiaquil-Manaus-Quito, operada pela estatal equatoriana TAME. Em dezembro, a rota foi suspensa por inviabilidade econômica.

2008 – Visita do presidente Rafael Correa ao Brasil, para angariar apoio na crise de seu país com a Colômbia (4 e 5 de março)

2007 – O sr. Ministro de Estado, embaixador Celso Amorim, em visita a Quito, é recebido pelo presidente Rafael Correa e pela ministra da Defesa do Equador, María Fernanda Espinosa (4 e 5 de outubro)

2007 – Os presidentes Lula e Correa mantêm encontro em Manaus (30 de setembro)

2007 – O presidente Rafael Correa realiza visita de Estado ao Brasil (4 de abril)

2007 – Visita da chanceler do Equador, María Fernanda Espinosa, ao Brasil (26 de março)

2007Visita do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Equador para as cerimônias de posse do Presidente Rafael Correa (15 de janeiro)

2006 – Visita do presidente eleito do Equador, Rafael Correa, a Brasília (8 de dezembro)

2006 – Visita do sr. ministro de Estado, embaixador Celso Amorim, ao Equador (18 de janeiro)

2005 – Visita do sr. ministro de Estado, embaixador Celso Amorim, a Quito (16 e 17 de agosto)

2005 – O Brasil concede asilo, em abril, ao ex-presidente Lúcio Gutiérrez, após seu refúgio na Embaixada do Brasil em Quito. Em outubro, Gutiérrez renunciou ao asilo e regressou a seu país.

2004 – Nova visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Quito (24 e 25 de agosto)

2003 – O presidente do Equador, Lúcio Gutiérrez, visita o Brasil (27 de maio)

2003 – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visita o Equador (janeiro)

1998 – Os presidentes do Peru, Alberto Fujimori, e Equador, Jamil Mahuad, assinam, em 26 de outubro, em Brasília, o Acordo de Paz Peru-Equador, que põe fim ao conflito sobre a fronteira não demarcada na Cordilheira do Condor. O acordo cria uma zona desmilitarizada e dois parques ecológicos na região

1988 – O presidente José Sarney realiza a primeira visita de um chefe de Estado brasileiro ao Equador

1982 – O presidente Osvaldo Hurtado protagoniza a primeira visita oficial de um chefe de Estado equatoriano ao Brasil

1942 – Assinado, no Rio de Janeiro, no mês de janeiro, o Protocolo de Paz entre Peru e Equador, tendo como países-garantes Argentina, Brasil, Chile e EUA

1922 – Acordo de limites entre Colômbia e Peru deixa Equador sem fronteira com Brasil

1904 – O Tratado de Limites, assinado em 6 de maio, entre Brasil e Equador, define a linha Tabatinga-Apapóris como marco divisório, em área ainda disputada com o Peru

1873 – Em janeiro, foi aberta a legação diplomática do Brasil residente em Quito

1844 – Brasil e Equador estabeleceram relações diplomáticas em novembro, quando o Imperador D. Pedro II designou Manuel Cerqueira Lima encarregado de negócios junto aos Governos de Nova Granada (atual Colômbia) e Equador, com residência em Bogotá

Fim do conteúdo da página