Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
lituania
 

 

O Brasil manteve relações diplomáticas com a Lituânia durante o período de independência daquele país, nas décadas de 1920 e 1930. Quando a Lituânia se declarou independente da União Soviética (1991), o Brasil a reconheceu e foram restabelecidas as relações diplomáticas. A Embaixada do Brasil em Copenhague (Dinamarca) é cumulativamente responsável pela representação do Brasil junto à Lituânia.
 
Brasil e Lituânia têm cooperado no processo de reforma das instituições de governança global e manifestado apoio mútuo a candidaturas para organismos internacionais. A Lituânia manifestou apoio à candidatura do Brasil a assento permanente em um Conselho de Segurança das Nações Unidas reformado, tendo copatrocinado o projeto de resolução do G4 (Brasil, Alemanha, Índia e Japão) referente à reforma do órgão. O Brasil apoiou a candidatura da Lituânia a assento não permanente no Conselho de Segurança para o mandato 2014-15.
 
Em 2008, o Brasil reconheceu a Lituânia como economia de mercado, nos termos da OMC, junto com os demais países que aderiram à União Europeia em 2004. O comércio bilateral tem aumentado consistentemente nos últimos anos, com superávit para o Brasil.
 
São Paulo é a segunda maior comunidade da diáspora lituana na América Latina, após Buenos Aires. Além do Consulado-Geral localizado na cidade de São Paulo, a Lituânia mantém Consulados Honorários em Santana do Parnaíba (São Paulo) e no Rio de Janeiro. O Cônsul Honorário do Brasil em Vilnius foi designado em 2011 e tem colaborado com a Embaixada do Brasil em eventos culturais e na promoção comercial.
 

A Embaixada tem apoiado a realização de eventos voltados à divulgação da cultura brasileira na Lituânia, com participação de artistas nacionais em exposições de arte, exibição de filmes em festivais e lançamento de livros de autores brasileiros traduzidos para o lituano.


Cronologia das relações bilaterais

1920-1930 – Estabelecimento de comunidade lituana em São Paulo, estimada em trinta mil

1921 – Reconhecimento da independência da Lituânia pelo Brasil

1991 – Reconhecimento da independência da Lituânia pelo Brasil e restabelecimento de relações diplomáticas

1993 – Embaixada do Brasil em Copenhague (Dinamarca) passa a ser cumulativamente responsável por representar o Brasil junto à Lituânia

1996 – Visita ao Brasil do Presidente Algirdas Brazauskas (março), a primeira visita de alto nível de autoridade da Lituânia

2002 – Visita de trabalho do Chanceler Celso Lafer à Lituânia (novembro). Assinatura de acordo bilateral de isenção de vistos

2002 – Abertura da Embaixada da Lituânia em Buenos Aires, cumulativamente responsável por representar a Lituânia junto ao Brasil

2008 – Visita ao Brasil do Presidente Valdas Adamkus (julho), ocasião em que foi assinado acordo de cooperação cultural

2009 – Secretário-Geral da Relações Exteriores, Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, mantém encontro bilateral com sua homóloga lituana, a Subsecretária Asta Liauskiene, à margem da Reunião Ministerial União Europeia–Grupo do Rio (Praga)

2011 – Reunião de Consultas Políticas Bilaterais em Brasília, entre a Vice-Ministra Liauskiene e a Subsecretária-Geral Embaixadora Vera Machado. Assinatura de Memorando de Entendimento sobre Consultas Políticas, em vigor desde 2011

2011 – Designação do Cônsul Honorário do Brasil em Vilnius

2012 – Fechamento da Embaixada lituana em Buenos Aires

2012 – Anuência do Governo brasileiro à criação do Consulado-Geral da Lituânia em São Paulo (novembro)

2012 – Renovada a designação de Cônsul Honorário da Lituânia, em Santana de Parnaíba (SP)

2013 – Anuência à abertura do Consulado Honorário lituano no Rio de Janeiro

2015 - Visita ao Brasil do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Lituânia, Linas Linkevičius (7 a 11 de abril)

 
 
Fim do conteúdo da página