Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

iraque

O primeiro contato entre os Governos brasileiro e iraquiano foi realizado em 1935. Em 1968, a Embaixada brasileira em Damasco (Síria) passou a representar cumulativamente o Brasil junto às autoridades iraquianas, tendo a Embaixada do Brasil residente em Bagdá sido inaugurada em 1972. O primeiro Embaixador iraquiano junto ao Governo brasileiro foi acreditado em 1971.

A complementaridade entre as duas economias impulsionou o relacionamento bilateral nas décadas de 1970 e 1980. O Brasil fora um dos primeiros países a se solidarizar com o Iraque quando da decisão de nacionalizar as empresas de petróleo que operavam no país (1971). Apesar do embargo decretado por países desenvolvidos, o Brasil continuou importando petróleo iraquiano.

Quando da Guerra do Golfo, o Governo brasileiro obedeceu à decisão do Conselho de Segurança da ONU que exigia que todos os seus nacionais (pessoas físicas e jurídicas) deixassem imediatamente o Iraque, bem como que fossem rompidos os contratos entre empresas brasileiras e o Governo iraquiano. Embora as relações diplomáticas bilaterais não tenham sido rompidas, a Embaixada em Bagdá foi esvaziada de pessoal diplomático e o fluxo comercial tornou-se insignificante.

Em 2003, o Brasil opôs-se à invasão do Iraque por tropas da "Coalition of the Willing", pois não fora autorizada pelo Conselho de Segurança da ONU. Essa posição não decorreu de qualquer simpatia pelo regime baathista – mas, sim, da necessidade de respeito incondicional à Carta da ONU e ao Direito Internacional.

Após 22 anos de intervalo, as reuniões da Comissão Mista Brasil-Iraque foram retomadas em 2011. A IX Reunião desse mecanismo foi realizada na capital iraquiana em 2012 – ano em que também a Embaixada do Brasil em Bagdá foi reaberta.

No âmbito do comércio brasileiro com o mundo árabe, o Iraque é um importante destino das exportações dos produtos brasileiros e importante exportador de petróleo e seus derivados para o Brasil.

 

Cronologia das relações bilaterais

1935 – O Ministro da Justiça e dos Negócios Estrangeiros do Reino do Iraque, Jamal Baban, envia carta ao Chanceler brasileiro reconhecendo o Crescente Vermelho iraquiano como órgão oficial do Governo árabe para efeitos da Convenção de Genebra para Melhoramentos da Sorte dos Feridos e Enfermos dos Exércitos em Campanha (1929). Trata-se da primeira correspondência oficial trocada entre os dois Governos

1939 – É assinado o primeiro acordo comercial entre os Brasil e o Reino do Iraque, para a aplicação de tratamento recíproco de nação mais favorecida para a importação de produtos naturais ou manufaturados iraquianos e brasileiros. O acordo expirou em junho de 1977

1967 – Estabelecimento oficial das relações diplomáticas entre Brasil e Iraque

1971 – Iraque acredita seu primeiro embaixador residente no Brasil

1971 – Assinado, em Bagdá, Acordo de Cooperação Comercial entre o Brasil e o Iraque. O acordo expirou em julho de 1977

1978 – Missão do Ministro da Indústria e Comércio do Brasil acompanhado pelo Chefe do Departamento de Promoção Comercial do Itamaraty a Bagdá; assinatura do contrato de Construção da Ferrovia Baghdad-Al Kashat por empresa brasileira

1979 – Visita a Brasília do Vice-Presidente do Iraque, Taha Ma'rouf, quando é recebido pelo Vice-Presidente brasileiro, Aureliano Chaves

1979 – 1ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, em Bagdá

1981 – Assinatura do contrato de construção da rodovia Express-Way nº 1 por empresa brasileira

1981 – 2ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Brasília

1982 – Assinatura do Programa Executivo de Cooperação Cultural, Científica e Educacional

1982 – 3ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Bagdá

1983 – Visita a Bagdá do Ministro das Relações Exteriores, Ramiro Saraiva Guerreiro. É estabelecida uma Comissão Mista Ad Hoc com o objetivo de analisar as pendências entre empresas brasileiras e as autoridades iraquianas e as decisões seriam apreciadas durante a próxima Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque

1984 – 4ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Brasília

1985 – 5ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Bagdá

1987 – 6ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Brasília.

1987 – Visita ao Brasil do Ministro do Comércio do Iraque ao Brasil, Mohammed Saleh. Assinatura do Protocolo de Cooperação Comercial

1988 – Visita a Bagdá do Secretário-Geral do Ministério das Relações Exteriores, Paulo Tarso Flecha de Lima. Assinatura de Memorando de Entendimento incorporando proposta iraquiana para a solução global das pendências comerciais com empresa brasileira

1988 – 7ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Bagdá

1991 – Durante a Guerra do Golfo, o Brasil obedeceu à decisão do Conselho de Segurança da ONU que exigia que todos os seus nacionais (pessoas físicas e jurídicas) deixassem imediatamente o Iraque, bem como que fossem rompidos os contratos entre empresas brasileiras e o Governo iraquiano. Em 12 de janeiro, a Embaixada brasileira em Bagdá foi esvaziada de seu pessoal diplomático.

1994 – Visita ao Brasília do Chanceler iraquiano, Mohammed Said al Sahaf, quando é recebido pelo Chanceler Celso Amorim. Os Ministros tratam da revisão do regime de sanções do Conselho de Segurança da ONU contra o Iraque

2003 – Em pronunciamento, Brasil lamenta o início da ação armada no Iraque e o recurso à força sem autorização expressa do Conselho de Segurança da ONU

2005 – Visita a Brasília do Presidente do Iraque, Jalal Talabani, para participar da I Cúpula América do Sul–Países Árabes (ASPA)

2011 – 8ª Reunião da Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Brasília. A delegação iraquiana foi chefiada por seu Vice-Chanceler, Embaixador Labeed Abbawi

2012 – Reabertura da Embaixada do Brasil residente em Bagdá, depois de 21 anos sem pessoal diplomático

2012 – Realização de jogo de futebol amistoso entre o Brasil e o Iraque, na Suécia

2012 – 9ª Reunião Comissão Mista Brasil-Iraque, realizada em Bagdá

2013 – Visita a Brasília de missão da Alta Comissão Eleitoral Independente do Iraque a Brasília para reunião com autoridades do Tribunal Superior Eleitoral

2015 – Visita ao Brasil do Ministro dos Negócios Estrangeiros da República do Iraque, Ibrahim al Jaafari  (1° a 3 de junho)

 
 
Fim do conteúdo da página