Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

cuba
As relações entre Brasil e Cuba atravessam um momento particularmente positivo. No plano político, os dois países convergem quanto à importância da integração regional e defendem posições comuns nos principais foros internacionais. A relevância conferida por Cuba à integração regional é evidenciada por seu protagonismo na Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC). A cooperação entre Brasil e Cuba tem gerado frutos que beneficiam também terceiros países, como o Haiti.

A Presidenta Dilma Rousseff já realizou duas visitas oficiais a Cuba, a última delas em janeiro de 2014 – ocasião em que inaugurou, em conjunto com o Presidente Raúl Castro, as obras de modernização do Porto de Mariel, executadas por empresa brasileira, com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na exportação de bens e serviços nacionais. O empreendimento, que se tornou o primeiro porto terminal de contêineres do Caribe, gerou cerca de 156 mil empregos diretos, indiretos e induzidos no território brasileiro, conforme estimativa da empresa brasileira responsável pela obra. Como principal porto de Cuba, Mariel é elemento fundamental para a inserção do país caribenho na economia global. A projetada implantação de uma Zona Especial de Desenvolvimento (ZED) na região de Mariel, voltada para exportação, poderá estimular o aumento da presença de empresas brasileiras em Cuba.

O adensamento recente das relações bilaterais se expressa, também, por meio da participação de profissionais cubanos no programa "Mais Médicos" a partir do segundo semestre de 2013. Cuba preenche o requisito para participação no programa – dispor de mais de 1,8 médicos por mil habitantes. Em 2013, cerca de quatro mil médicos cubanos chegaram ao Brasil.

Entre 2003 e 2013, o comércio bilateral Brasil-Cuba cresceu quase 580%, passando de US$ 91,99 milhões para US$ 624,79 milhões. Nesse mesmo período, as exportações do Brasil para Cuba aumentaram 736%, passando de US$ 69,61 milhões para US$ 582,17 milhões; as importações do Brasil originárias de Cuba cresceram 332%, de US$ 22,38 milhões em 2003, para US$ 96,62 milhões em 2013.

Cronologia das relações bilaterais

1906 – Estabelecimento das relações diplomáticas com Cuba

1959 – Governo brasileiro reconhece o Governo revolucionário de Cuba

1961 – Ernesto "Che" Guevara é condecorado com a Ordem do Cruzeiro do Sul

1962 – O Brasil abstém-se na votação que resultou na expulsão de Cuba da OEA – Conferência de Punta del Este

1964 – Governo brasileiro rompe relações diplomáticas com Cuba

1985 – Iniciam-se, de forma oficiosa, os contatos entre os Governos cubano e brasileiro

1986 – Restabelecimento das relações diplomáticas (junho)

1987 – Chanceler Abreu Sodré visita Cuba

1989 – Presidente Fidel Castro visita o Brasil

1990 – Brasil passa a se abster nas votações sobre os direitos humanos em Cuba no âmbito da Comissão de Direitos Humanos da ONU

2002 – Criação do Mecanismo de Consultas Políticas Brasil-Cuba

2003 – Presidente Luiz Inácio Lula da Silva visita Cuba, ocasião em que são assinados 12 instrumentos de cooperação

2003 – Assinatura do Protocolo sobre reconhecimento de diplomas na área de saúde

2004 – Concessão de linhas de crédito para importações cubanas de alimentos do Brasil

2006 – Chanceler Celso Amorim participa da XIV Cúpula do Movimento dos Países Não Alinhados em Havana

2006 – Assinatura de Ajuste Complementar sobre Títulos de Medicina, em Havana

2008 – Segunda visita do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Havana, ocasião em que são assinados acordos de cooperação em medicina, geologia e agricultura (janeiro)

2008 – Chanceler Celso Amorim visita Cuba, ocasião em que participa de evento empresarial e se encontra com o Presidente Raúl Castro, entre outros interlocutores (maio)

2008 – Terceira visita do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Havana, com inauguração do Centro de Negócios da APEX. Cuba declara apoio ao pleito brasileiro de assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas (outubro)

2008 – Em sua primeira vinda ao Brasil, Presidente Raúl Castro participa da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da América Latina e do Caribe para o Desenvolvimento e a Cooperação (CALC), na Costa do Sauipe, e realiza visita de Estado a Brasília (dezembro)

2010 – Quarta visita do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Cuba (fevereiro)

2011Visita ao Brasil do Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla (28 e 29 de setembro)

2012Visita a Cuba do Ministro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota (Havana, 16 e 17 de janeiro)

2012Visita da Presidenta Dilma Rousseff a Havana (30 e 31 de janeiro)

2013Visita do Vice-Presidente do Conselho de Ministros de Cuba, Marino Alberto Murillo Jorge, a Brasília e ao Rio de Janeiro (4 de abril)

2013Visita ao Brasil do Ministro de Relações Exteriores da República de Cuba, Bruno Eduardo Rodríguez Parrilla (6 de maio)

2013 – Inauguração de voo direto, com frequência semanal, entre Havana e São Paulo, pela companhia aérea Cubana de Aviación (julho)

2014Visita da Presidenta Dilma Rousseff a Cuba. Presidenta Dilma e Presidente Raúl Castro inauguram as obras de modernização do Porto de Mariel (27 e 28 de janeiro)

2015O Ministro Mauro Vieira realiza sua primeira visita oficial a Cuba, onde mantém reuniões de trabalho com o Chanceler Bruno Rodriguez Parilla e com o Ministro de Comércio Exterior e Investimentos Estrangeiros, Rodrigo Malmierca Díaz (25 de novembro)

 
 
Fim do conteúdo da página