Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

azerbaijao
Brasil e Azerbaijão estabeleceram relações diplomáticas outubro de 1993. Os contatos bilaterais intensificaram-se com a abertura recíproca de Embaixadas residentes. A Embaixada do Brasil em Baku foi instalada em maio de 2009 e a Embaixada do Azerbaijão em Brasília foi aberta em 2012.

Em 1995, à margem da 50ª Assembleia Geral da ONU, o então Presidente Fernando Henrique Cardoso encontrou-se com o então Presidente Haydar Aliyev. Em 2006, o Chanceler Elmar Mammadyarov visitou o Brasil, e reuniu-se com os titulares das pastas das Relações Exteriores, Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e Minas e Energia.

Desde 2011 os dois países estão engajados em tratativas para, com o patrocínio da FAO e com emprego de tecnologia brasileira, desenvolver projetos de cooperação trilateral nas áreas de agricultura familiar e segurança alimentar, em benefício das populações deslocadas internamente em decorrência do conflito de Nagorno Karabakh. O Governo brasileiro e a FAO estudam, também, a possibilidade de estabelecer cooperação com o Azerbaijão na área de concessão de microcrédito a refugiados.

O comércio cresceu mais de cinco vezes nos últimos dez anos. Em 2012, o Brasil exportou US$ 34 milhões (basicamente carnes) e importou US$ 180 mil (derivados do óleo de coco para perfumaria). Em 2013, no entanto, os valores de comércio alcançaram patamar inédito, tendo em vista que, em novembro último, a Azerbaijan Airlines (AZAL) encomendou à EMBRAER quatro aeronaves E-190 e à ECC Leasing (subsidiária da EMBRAER), duas aeronaves E-170. As entregas foram iniciadas em julho de 2013 e a transação deve alcançar o valor de US$ 230 milhões.

O Ministro da Juventude e dos Esportes do Azerbaijão, Azad Rahimov, visitou o Brasil em abril último, quando manteve encontro com o Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, e assinou acordo de cooperação na área esportiva. Em 2013, o Subsecretário-Geral responsável por promoção comercial no Itamaraty, Embaixador Hadil Vianna, visitou Baku acompanhado por representantes de empresas brasileiras de alimentação, infraestrutura e defesa.

Em 2013, realizou-se a II Reunião de Consultas Políticas, conduzidas pelo Subsecretário-Geral de Política I do Itamaraty, Embaixador Antonio Carlos da Rocha Paranhos e pelo Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros Araz Azimov – que, em sua passagem pelo Brasil, também se reuniu com o Ministro da Defesa e parlamentares brasileiros.

Cronologia das relações bilaterais

1993 – Brasil e Azerbaijão estabeleceram relações diplomáticas

1997 – Então presidente do Conselho Supremo do Azerbaijão, Rasul Guliyev visita o Brasil para negociar compra de equipamentos agrícolas, açúcar e frango; formação de "joint-ventures" no setor petroleiro do Cáspio; participação em financiamentos de projetos no Azerbaijão e presença de empresas brasileiras naquele país

2006 – Ministro dos Negócios Estrangeiros do Azerbaijão Elmar Mammadyarov reúne-se com Ministros brasileiros para a construção de oleodutos e gasodutos no Mar Cáspio

2006 – Protocolo sobre Consultas Políticas entre o Ministério das Relações Exteriores da República Federativa do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da República do Azerbaijão

2009 – Brasil abre Embaixada residente em Baku

2010 – Acordo, por troca de Notas, sobre a Isenção Parcial de Vistos para Portadores de Passaportes Diplomáticos, Oficiais ou de Serviço

2012 – Azerbaijão abre Embaixada Residente em Brasília

2013 – Visita ao Brasil do Ministro dos Esportes, Azad Rahimov. Missão empresarial a Baku. Comemoração dos vinte anos do estabelecimento de relações diplomáticas. II Reunião de Consultas Políticas

2017Visita do ministro Aloysio Nunes Ferreira ao Azerbaijão (Baku, 15 de novembro)

 
 
Fim do conteúdo da página