Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
andorra
 

Desde o século IX até 1993, Andorra foi um principado governado pelo chefe de Estado da França e pelo bispo espanhol de Seo d'Urgell. Em 1993, Madri e Paris reconhecem o Principado como estado soberano, o qual passa a ser ainda membro pleno das Nações Unidas e, em 1994, do Conselho da Europa.

Em maio de 2013, Brasil e Andorra assinaram Tratado de Cooperação em Turismo, buscando encorajar o intercâmbio de turistas e os investimentos mútuos na área, bem como promover cooperação entre os entes de turismo dos dois Governos por meio do intercâmbio de especialistas, de troca de experiências e informações.

O comércio bilateral entre Brasil e Andorra é pouco expressivo. Em 2012, as vendas brasileiras foram de US$ 366 mil, e as importações provenientes de Andorra foram de cerca de um milhão de dólares. Brasil e Andorra negociam Acordo em Matéria de Intercâmbio de Informação Fiscal.

Com o ingresso de Andorra nas Nações Unidas, o Brasil e o Principado passaram a manter diálogo político regular e a trocar votos em eleições para organismos internacionais. Andorra tem apoiado a quase totalidade das candidaturas apresentadas pelo Brasil em organizações internacionais.

Cabe ao embaixador do Brasil na Espanha representar o país cumulativamente junto ao Principado de Andorra.


Cronologia das relações bilaterais

1993 – Com a entrada de Andorra nas Nações Unidas, o Brasil passa a manter diálogo político regular com o Principado

1997 – Nomeação do primeiro embaixador não-residente do Brasil para Andorra, residente em Madri

2013O ministro dos Assuntos Exteriores de Andorra, Gilbert Saboya Sunyé, visita o Brasil, ocasião na qual é firmado Memorando de Entendimento sobre Turismo

 
 
Fim do conteúdo da página