Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página
Diplomatas promovem os interesses brasileiros no plano internacional, ajudam a fortalecer laços de cooperação do Brasil com seus parceiros externos, e prestam assistência aos brasileiros no exterior.
 
Ao longo de sua carreira, um diplomata poderá se ocupar de assuntos tão diversos como direitos humanos, temas sociais, meio ambiente, educação, energia, paz e segurança, promoção comercial, investimentos, cooperação para desenvolvimento, promoção da cultura brasileira, cooperação educacional, cerimonial e protocolo, dentre outros. Além de negociar em nome do Brasil junto aos 194 países com os quais mantemos relações, o diplomata também poderá representar o país nas diversas organizações internacionais das quais somos membros.
 
Na rotina de trabalho dos diplomatas, destacam-se as seguintes atividades:
 
  • representar o Brasil perante outros países e organizações internacionais;
  • participar de reuniões internacionais e, nelas, negociar em nome do Brasil;
  • reunir informações que contribuam para a formulação da política externa brasileira,
  • promover o comércio exterior brasileiro e atrair turismo e investimentos;
  • promover a cultura e os valores do povo brasileiro;
  • prestar assistência consular aos compatriotas no exterior.
 
Ao desenvolver atividades consulares, o diplomata apoiará e orientará brasileiros estudantes, vítimas de desastres naturais, violência doméstica ou urbana, presos e desvalidos. Também lhe caberá lavrar atos notariais e organizar as eleições no exterior.
 
O ingresso na carreira diplomática se dá mediante concurso realizado pelo Instituto Rio Branco, órgão do Itamaraty encarregado da seleção, do treinamento e do aperfeiçoamento de diplomatas. O Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata é realizado anualmente desde 1946.
 
O diplomata ingressa na carreira no cargo de terceiro-secretário. Com base em critérios objetivos e em merecimento, poderá ser promovido a segundo-secretário, primeiro-secretário, conselheiro, ministro de segunda classe e ministro de primeira classe (embaixador).
 
 
 
Pesquisa:
Fim do conteúdo da página