Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Reino do Bahrein

bareine
Brasil e Bahrein estabeleceram relações diplomáticas em 1974. A embaixada em Jedá representou cumulativamente o Brasil junto às autoridades de Manama até 1983, ano em que a representação brasileira junto ao então Estado do Bahrein passou a ser exercida pela embaixada no Kuwait. A Embaixada do Bahrein em Washington representou os interesses de seu país no Brasil até a abertura e reativação da Embaixada do Bahrein em Brasília, em 2018.

Tradicionalmente, as relações bilaterais se concentraram na área financeira. Os bancos do Bahrein – um dos maiores centros financeiros do Oriente Médio – constituíram os maiores credores árabes do Brasil nas décadas de 1980 e 1990.

A corrente de comércio entre Brasil e Bahrein alcançou US$ 532,7 milhões em 2018, com superávit brasileiro de, aproximadamente, US$ 300 milhões.

Em 1 de julho de 2018, foi assinado, em Manama, o Memorando de Entendimento para o Estabelecimento de Consultas Políticas entre as chancelarias dos dois países e realizada, na mesma data, a primeira reunião de Consultas Políticas Brasil-Bahrein. Após a reunião de Consultas Políticas, o Bahrein decidiu, em agosto de 2018, reativar sua embaixada em Brasília, a primeira na América Latina.

Cronologia das relações bilaterais

1980 – Estabelecem-se relações diplomáticas entre o Brasil e o Bahrein (26 de junho). Criação da embaixada do Brasil no Estado do Bahrein, cumulativa com a embaixada em Jedá (Decreto n. 74.264, de 8/7/74)

1983 – A embaixada do Brasil no Bahrein passa a ser cumulativa com a embaixada no Kuwait (Decreto n. 75.547, de 1/4/75). O ministro da Fazenda Antônio Delfim Netto faz visita ao país, no âmbito de missão financeira ao Oriente Médio (dezembro)

1996 – O chanceler Luiz Felipe Lampreia mantém encontro com o chanceler bahreinita, xeique Mohammed Al Khalifa, à margem da 51ª AGNU

1997 – O chanceler Luiz Felipe Lampreia mantém encontro com o chanceler bahreinita, xeique Mohammed Al Khalifa, à margem da 52ª AGNU

2005 – O vice-primeiro-ministro e chanceler do Bahrein, Mohamed bin Mubarak Al Khalifa, chefia a delegação de seu país à I Cúpula ASPA, em Brasília

2011 – Encontro entre o chanceler Antonio Patriota e o chanceler bahreinita, xeique Khalid bin Ahmad Al Khalifa, em Washington (31 de maio)

2012 – Encontro entre o chanceler Antonio Patriota e o chanceler bahreinita, xeique Khalid bin Ahmad Al Khalifa, em Lima, à margem da III Cúpula ASPA (1 de outubro)

2013 – Visita a Brasília de Missão parlamentar composta por três representantes da Câmara bahreinita e assessor parlamentar (4 a 10 de abril)

2013 – Visita ao Bahrein de delegação chefiada pelo secretário de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Humberto Ribeiro, com o objetivo de estimular o intercâmbio bilateral de investimentos (5 de maio)

2018 – Primeira reunião de Consultas Políticas Brasil- Bahrein (Manama, 1 de julho)

2018 – Reativada a embaixada do Bahrein em Brasília por meio da designação de encarregado de negócios residente (29 de agosto)

2018 – Assinatura, em Manama, do Acordo de Serviços Aéreos (11 de novembro).

Fim do conteúdo da página